Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Infectologistas criticam vacinação de Michelle nos EUA: "Desprezo ao SUS"

Segundo o próprio Jair Bolsonaro, a primeira-dama foi imunizada em Nova York, durante a viagem da comitiva brasileira para a Assembleia Geral da ONU
Infectologistas criticam vacinação de Michelle nos EUA: “Desprezo ao SUS”
Foto: Marcos Corrêa/PR

Infectologistas ouvidos pelo G1 criticaram a decisão da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, de tomar vacina contra a Covid nos Estados Unidos, durante a viagem da comitiva brasileira a Nova York para a Assembleia Geral da ONU. Como publicamos, a informação foi divulgada pelo próprio presidente em uma entrevista chapa-branca à Veja.

Pedro Hallal, que coordena o Epicovid, afirmou que a atitude de Michelle demonstra um desprezo pelo SUS.

“Se confirmada, é uma notícia que mostra desprezo com o SUS e com os brasileiros. Demonstra falta de confiança no sistema universal de saúde, acessível a todos os brasileiros.”

Para Jamal Suleiman, do Instituto de Infectologia Emilio Ribas, é preciso dizer a população que as vacinas oferecidas pelo PNI são seguras.

“Quero reforçar ao povo brasileiro, embora esse reforço devesse ser feito pelo governo da República brasileira, no entanto isso não vem acontecendo, que este programa [PNI] é serio e visa proteger pessoas.”

Renato Kfouri, da Sociedade Brasileira de Imunização, a decisão da primeira-dama é “um absurdo”.

“Se for verdade, é um absurdo. As vacinas licenciadas no Brasil são seguras. Não há motivo para fazer esse tipo de distinção. Ela tinha direito aqui. Eu não entendo a motivação.”

O preisdente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), também comentou. Ele disse que a primeira-dama poderia ter se vacinado no Brasil, para dar o exemplo.

“Primeiro, ela está de parabéns por ter se vacinado. A vacina salva. Fez a coisa correta. Isso é nota 10. [Por outro lado] Nota zero, porque a vacina que é aplicada nos Estados Unidos é a mesma que é aplicada aqui no Brasil. Então, ela poderia aqui ter se vacinado, mostrado aos brasileiros ela se vacinando, para dar um bom exemplo aos brasileiros e aí, sim, veríamos o patriotismo de verdade, não patriotismo da boca pra fora”, disse o senador em entrevista.

Para o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a atitude de Michelle desvaloriza o trabalho da Anvisa.

Essa cena da primeira-dama se vacinando nos Estados Unidos é lamentável. O Brasil não merece isso. Desvaloriza a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, desvaloriza uma conquista do país nos últimos 30 anos, que é o Programa Nacional de Imunizações. Mais uma página triste da história nacional.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO