Inflação frustra planos do governo

Encurralado pela contínua recessão do país, o Banco Central decidiu manter inalterada a taxa Selic na última reunião e deu sinais de que poderia até cortar os juros em 2016 na tentativa de tirar um pouco da pressão sobre a atividade econômica. No entanto, a disparada da inflação em janeiro deve frustrar os planos do governo e o mercado reage com disparada nos prêmios de risco dos juros futuros.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200