Influência de militares é efeito de crise civil, diz Jungmann

Em entrevista a Marina Dias e Rubens Valente na Folha, Raul Jungmann admitiu o aumento da influência das Forças Armadas na gestão Michel Temer e a atribuiu à crise política e do poder civil.

O ministro da Segurança Pública minimizou o risco de intervenção militar e disse que esse tipo de proposta parte de “vozes isoladas”, diante da falta de encaminhamento de soluções para o país.

“O que preocupa é exatamente o poder civil e o estamento político, que perde credibilidade e legitimidade e abre espaço para que surja esse tipo de proposta. Mas não creio que isso tenha possibilidade de avançar ou de colocar qualquer tipo de ameaça para a institucionalidade e a democracia”, acrescentou Jungmann.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

Ler mais 13 comentários
  1. A roubalheira generalizada, incluindo as propinas que o Bruto e& Cia receberam da Odebrecht seria motivo mais que suficiente para uma intervenção (sem contar no total vilipêndio de nossas leis pelo “finado” PT, que cometeu toda sorte de ilícitos). Omissão ou conivência?

  2. Tem que voltar ter no Brasil, um Regimento Militar, com um Tribunal.
    Brasil precisa tem direitos à custódia; é um dever obrigatório das FFAA amparar o país de pés de chinelos, arrogantes, adoram perverter… roubar… zombar.
    Trocistas de quinta categoria.

  3. Os Comandantes Militares transformaram as FFAA em Guarda Pretoriana da Organização Criminosa que domina a Praça dos Três Poderes! O povo tem que sair as ruas e exigir o restabelecimento da lei e da ordem! Congresso foi comprado! A ilegitimidade é a marca registrada da 2.ª República Sindical.

  4. As urnas eletrônicas estão fraudadas, o STF de picaretas irá libertar o bandido LULA durante a copa de imbecis, o TSE irá liberar a candidatura na calada da noite, pois os algorítimos estão prontos com o nome de do LULA para vencer o pleito.
    A segunda etapa será acabar com a LAVA JATO.

  5. Com certeza não haverá ameaça para a institucionalidade e a democracia, pois o povo já está cansado dessa demagogia mentirosa dos políticos de esquerda igual a você Raul!!!!!!!!!!!!

  6. EU NÃO SÓ PEÇO A INTERVENÇÃO MILITAR COMO TB GOSTARIA DE PARTICIPAR. DESDE JÁ ME COLOCO À DISPOSIÇÃO PARA EVENTUAIS SERVIÇOS… E DIGO MAIS: JÁ ESTÁ PASSANDO DA HORA… O STF ESTÁ ACABANDO COM A JUSTIÇA NO PAÍS… ESTAMOS CAMINHANDO PARA A LIBERTAÇÃO DO LULADRÃO E O REGISTRO DA CANDIDATURA…

  7. Só em dizer “não creio” já um sinal de incerteza. Se o STF insistir em proteger os corruptos da hora, os militares teem sim que socorrer o povo, como obriga o artigo.142 ou vão deixar a bandidagem comandando a nação? Tudo tem limites.