ACESSE

Influência de militares é efeito de crise civil, diz Jungmann

Telegram

Em entrevista a Marina Dias e Rubens Valente na Folha, Raul Jungmann admitiu o aumento da influência das Forças Armadas na gestão Michel Temer e a atribuiu à crise política e do poder civil.

O ministro da Segurança Pública minimizou o risco de intervenção militar e disse que esse tipo de proposta parte de “vozes isoladas”, diante da falta de encaminhamento de soluções para o país.

“O que preocupa é exatamente o poder civil e o estamento político, que perde credibilidade e legitimidade e abre espaço para que surja esse tipo de proposta. Mas não creio que isso tenha possibilidade de avançar ou de colocar qualquer tipo de ameaça para a institucionalidade e a democracia”, acrescentou Jungmann.

Comentários

  • -

    "Quando todas as armas forem propriedade do governo e dos bandidos, estes decidirão de quem serão as outras propriedades".

  • Cidadão -

    Não sei por que comunistas gostam de falar em democracia!

  • Cidadã -

    A roubalheira generalizada, incluindo as propinas que o Bruto e& Cia receberam da Odebrecht seria motivo mais que suficiente para uma intervenção (sem contar no total vilipêndio de nossas leis pelo "finado" PT, que cometeu toda sorte de ilícitos). Omissão ou conivência?

Ler 14 comentários