Informação aos especialistas em aparelhamento do Estado

Randolphe Rodrigues e JEC, especialistas em aparelhamento do Estado, tentam passar a falsa ideia de que o ex-auditor Antônio Carlos D’Ávila Carvalho ultrapassou limites ao auxiliar Júlio Marcelo de Carvalho na apreciação das contas de Dilma Rousseff.

É exatamente o contrário: como servidor público e, sobretudo, como auditor, ele tinha o dever de colaborar com o integrante do MP de Contas junto ao TCU.