Infraestrutura anuncia prioridade de vacinação para caminhoneiros, mas não há data nem vacina

Infraestrutura anuncia prioridade de vacinação para caminhoneiros, mas não há data nem vacina
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O Ministério da Infraestrutura anunciou na noite desta segunda (18) a inclusão de caminhoneiros e outros profissionais de transporte no grupo prioritário da campanha de vacinação contra a Covid-19.

O grupo é citado em informe técnico do Ministério da Saúde.

O primeiro lote da Coronavac, que está sendo aplicado em todo o país desde domingo (17), é restrito a quatro categorias de pessoas: (1) 34% dos profissionais de saúde, (2) população indígena vivendo em terras indígenas, (3) pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência e (4) pessoas com deficiência institucionalizadas.

Mas “[a] logística e data para início” da vacinação dos outros grupos “está a cargo do Ministério da Saúde”, como destacou o Ministério da Infraestrutura em seu site oficial.

O pedido de uso emergencial do segundo lote da Coronavac ainda está sendo avaliado pela Anvisa.

A notícia da prioridade, porém, já circula velozmente em sites lidos por caminhoneiros.

Procurada, a assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura pediu que as perguntas fossem encaminhadas à pasta da Saúde.

A assessoria de imprensa do Ministério da Saúde informou: “[A] programação para o início da imunização de cada fase depende do quantitativo de doses entregues pelos laboratórios fornecedores de vacinas aprovadas pela Anvisa”.

Leia mais: Quem são os diretores da agência que darão o veredicto sobre as vacinas a serem aplicadas nos brasileiros
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO