Infraestrutura diz que Amazonas será 'principal beneficiado' com BR do Mar

Infraestrutura diz que Amazonas será principal beneficiado com BR do Mar
Foto: Ricardo Botelho/MInfra

A BR do Mar, proposta de Tarcísio Freitas para abrir o setor de cabotagem, sofre resistência de parlamentares do Amazonas.

Marcelo Ramos (PL-AM) disse que a proposta é um “desastre” para o estado e criticou a redução do subsídio para transporte de granel líquido, como previu o relator Gurgel (PSL).

Em nota, o Ministério da Infraestrutura rebateu as críticas e afirmou que o “principal beneficiado” com a BR do Mar será o Amazonas.

“Em números, a cabotagem hoje representa 80,4% de todos os contêineres embarcados do Porto de Manaus e 48,8% de contêineres desembarcados. A origem e o destino dessas cargas são majoritariamente São Paulo e os estados do Nordeste, o que comprova a importância da ampliação da frota nacional em rotas que interligam a costa brasileira aos rios amazônicos.”

Segundo a pasta, a BR do Mar fará a cabotagem mais competitiva, com “redução dos custos logísticos e maior competitividade no mercado nacional”.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
TOPO