Inquérito de bolso de Humberto Martins pode ganhar fôlego com novo diretor da PF

Inquérito de bolso de Humberto Martins pode ganhar fôlego com novo diretor da PF
Foto: Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo

Suspenso por Rosa Weber até análise de mérito da Primeira Turma, o inquérito aberto de ofício por Humberto Martins para investigar ex-integrantes da Lava Jato pode ganhar fôlego com novo diretor-geral da PF, Paulo Gustavo Maiurino.

A investigação inconstitucional foi aberta com base nas mensagens roubadas da Lava Jato e pinçadas pela defesa de Lula. O MPF já se manifestou contra, mas Martins alega que o inquérito é para autodefesa do STJ.

Como registramos mais cedo, Maiurino tem trajetória de assessoramento de políticos e, mais recentemente, criou relação de confiança com ministros dos tribunais superiores, tendo chefiado a segurança do Supremo na presidência de Dias Toffoli e a do Conselho Nacional de Justiça, na gestão de Martins.

O futuro do inquérito de bolso do presidente do STJ contra a Lava Jato depende agora do Supremo.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO