Institutos anticorrupção voltam a pedir fim da nota de 200 reais

Institutos anticorrupção voltam a pedir fim da nota de 200 reais
Foto: Reprodução/Banco Central

O Instituto Não Aceito Corrupção e outras entidades de combate ao crime de colarinho branco apresentaram novo pedido a Cármen Lúcia para proibir a emissão das notas de 200 reais.

O argumento é que as cédulas facilitam a lavagem de dinheiro e que as justificativas do Banco Central — falta de papel moeda com o pagamento do coronavoucher — não se sustentam mais.

“Com o provável fim do auxílio emergencial, o início da vacinação, a diminuição das incertezas sobre a atividade econômica e o rápido crescimento das transações digitais, acelerado inclusive pela pandemia e pelo lançamento do Pix em novembro, há clara tendência de queda na demanda por papel-moeda”, diz o ofício enviado à ministra, relatora de ação do PSB sobre o tema.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO