A íntegra do discurso de vitória de Davi

Eis a íntegra do discurso de vitória de Davi Alcolumbre, eleito neste sábado para a presidência do Senado:

“Brasileiros e brasileiras,

Senhores Senadores,

Senhoras Senadoras,

Começo agradecendo e acolhendo com humildade o enorme desafio que esta eleição me incumbiu.

Deixo claro que não conduzirei um Senado de revanchismo: os meus adversários terão, todos eles, de minha parte, pujante disposição para o diálogo e a mais ampla cooperação e deferência para a construção de um novo Senado, com os ânimos serenados e voltados ao bem comum do Povo.

Precisamos reunificar o Senado em torno do que lhe deve ser mais caro: a República e o interesse público. Não tenho inimigos na política: a condição de adversário é passageira e permanentes são as instituições e devemos, portanto, trabalhar pelo Brasil.

Situação e Oposição contarão com o mais amplo respeito desta Presidência: as prerrogativas republicanas dos parlamentares e seu exercício com retidão moral é assunto do qual não me desviarei, na sua defesa intransigente!

Manifesto desde já que, no que depender de minha condução, essa será a derradeira sessão do ‘segredismo’, do conforto enganoso do voto secreto: só com a transparência em todas as nossas práticas, o Senado reconquistará seu prestígio e revelará sua estatura no conjunto dos Poderes. Não devemos temer a crítica das ruas: devemos ouvi-la com atenção e recolhe-la com acato e humildade.

A democratização do processo legislativo é promessa que não será vã: não haverá nesta Casa senadores ou senadoras de alto e baixo clero. Todos serão tratados com a mais absoluta deferência e respeito!

Prometo perseguir com meu mais absoluto afinco e zelo a busca permanente por estar sempre à altura do desafio que me foi confiado nessa sessão!

Estamos aqui para servir o povo brasileiro e não para nos servirmos dele: neste novo Senado que construiremos juntos, os anseios das ruas terão o protagonismo outrora deixado aos conchavos das elites partidárias assépticas ao interesse público.

Espero e confio que possamos entregar essa Casa, ao fim deste biênio que se inicia, com o país retomando os trilhos do desenvolvimento e da prosperidade, enfrentando as reformas complexas que com urgência nosso país reclama, com um Legislativo forte e reabilitado com a Cidadania, que não se curve à intromissão amesquinhada do Poder Judiciário o de qualquer outro Poder, e que se reconcilie com sua função por excelência de representar o Povo e os estados da Federação.

O Brasil conta conosco: não podemos nos dar o luxo de falhar! Agradeço aos Senadores e Senadoras, ao meu querido estado do Amapá e ao povo brasileiro, por essa oportunidade e desafio, pedindo desculpas, enquanto presidente desta Casa, pelos ultrajes seguidos que apequenaram essa grande instituição chamada Senado da República nesta sessão preparatória: teremos grandeza e espírito público para honrar esta Casa!

Muito obrigado, brasileiros e brasileiras!”

O ocaso de Maduro: vai sair ou 'ser saído'? Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Pio disse:

    RXUgcXVlcm8gdW0gZGlzY3VzbyBkYSBkZXJyb3RhIGRhIEVzY/NyaWEgKFJlbmFuKS4g

Ler comentários
  1. André disse:

    UXVlIGFs7XZpby4gU/MgZGUgYWNvcmRhciBhbWFuaOMgZSBu428gdGVyIG8gUmVuYW4gY29tbyBwcmVzaWRlbnRlIGrhIHZhbGV1IGEgcGVuYS4gVmFtb3MgdmlyYXIgZXNzYSBw4WdpbmEgdHJpc3RlIChSZW5hbikgZGEgbm9zc2EgaGlzdPNyaWEu

  2. Carlos disse:

    UXVlIHNlamEgbyBpbu1jaW8gZGUgdW1hIGdyYW5kZSB0cmFuc2Zvcm1h5+NvIG5lY2Vzc+FyaWEgbm8gU2VuYWRvLiBRdWUgc2UgcmVzcGVpdGUgZSBzZWphIHJlc3BlaXRhZG8gY29tbyBkZXZlLiBRdWUgc2VqYSBvIHBvbnRvIGRlIGVxdWls7WJyaW8gcXVlIGZhbHRhdmEgZW50cmUgb3MgcG9kZXJlcy4=

  3. José disse:

    RGF2aSwgcGFyYWLpbnMgcXVlIG8gU2VuaG9yIGRlIElzcmFlbCBhYmVu529lIHN1YSBnZXN0428hIFZpZGEgbG9uZ2EgYW8gZ3JhbmRlIHJlaSE=

  4. Fábio disse:

    RWxlIGNpdG91IG8gbm9tZSBkZSBEZXVzIHbhcmlhcyB2ZXplcywgZW50428gZXN0ZSBkaXNjdXJzbyBu428gZXN04SBuYSAiaW50ZWdyYSIsIHZlamFtIG5vIEZvbGhhIFBvbO10aWNhIHRlbSBvIHbtZGVvLiBBbGd1bSBzYXRhbmlzdGEgcG9yIGFpIG5hIGVkaefjbz8=

  5. Amilcar disse:

    Qm9uaXRvIGRpc2N1cnNvIGRlIHBvc3NlLCBtYXMgc2Vy4SBxdWUgb3MgYWR2ZXJz4XJpb3MgZXN0428gZGlzcG9zdG9zIGFvIGRpYWxvZ28/PyBWZWphIGFzIGF0aXR1ZGVzIGRlIFJlbmFuLCBLYXRpYSBBYnJldSBlIG91dHJvcy4sIG7jbyBwYXJlY2UgcXVlIGZhcuNvIHVtIG9wb3Np5+NvIGZhdm9y4XZlbCBhbyBwb3ZvIGJyYXNpbGVp

  6. Rubem disse:

    SG9qZSBvIFNlbmFkbyBmZXogY29tIG8gQ2FuYWxoZWlyb3MgZSBvIHRvdPNmZm9saSAoZW0gbWlu+nNjdWxhcywgY29tbyBjb2526W0gYSB1bSBiaS1yZXByb3ZhZG8pIGZvaSBvIG1lc21vIHF1ZSBvcyBlbGVpdG9yZXMgZGUgTUcgZml6ZXJhbSBjb20gYSBtdWxoZXIgc2FwaWVuczogZGVjbGFyYXJhbSBzdWFzIGluc2lnbmlmaWPibmNpYXMgIQ==

  7. Angela disse:

    U2Ugc2VndWlyIGNvbSBvcyB2ZXhhbWVzIHF1ZSBkZXJhbSBkZSBvbnRlbSBwcmEgaG9qZSBqYSBzYWJlbW9zIGNvbW8gaXJhIHByb3NzZWd1aXIuIFF1ZSB0ZW5oYW0gcGVsbyBtZW5vcyB1bSBtaW5pbW8gZGUgZGVjb3JvLCBkZSBjYXJhdGVyLCBkZSBtb3JhbCBlIHF1ZSB0cmFiYWxoZW0gcGFyYSBvIGJlbSBkbyBwb3ZvIGUgZG8gcGHtcy4=

    1. UXVlbSBu428gdGV2ZSBkZWNvcm8sIGNhcuF0ZXIgZSBtb3JhbCBmb3JhbSBL4XRpYSBBYnJldSwgUmVuYW4gQ2FsaGVpcm9zIGUgc3VhIHRydXBlLg==