Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Davati nunca procurou governo brasileiro, diz dono da empresa

Herman Cardenas afirmou que ficou surpreso ao saber que Dominguetti havia atuado como representante da Davati
Davati nunca procurou governo brasileiro, diz dono da empresa
Foto: Divulgação

O empresário Herman Cardenas, dono da Davati, reconheceu que não tinha à mão nenhuma das 400 milhões de doses da vacina AstraZeneca. Os imunizantes foram oferecidos pelo ex-cabo da PM Luiz Paulo Dominguetti ao governo brasileiro em fevereiro.

Em entrevista à Folha publicada nesta quinta-feira (15), Cardenas disse que havia apenas uma promessa de “alocação das vacinas” feita pela empresa de um médico junto à AstraZeneca, mas ele não quis informar nomes.

Deixei claro que não tínhamos a vacina, nem relacionamento com os produtores, mas que teríamos relação com um grupo liderado por um médico que teria alocação de algumas vacinas.”

Cardenas afirma que a Davati nunca procurou o governo brasileiro. Segundo ele, a iniciativa foi de Cristiano Carvalho.

“A Davati nunca foi atrás de fazer negócios com o governo do Brasil. O que aconteceu foi que um vendedor autônomo [Cristiano Carvalho] entrou em contato, através de um outro contato que tenho nos EUA [o coronel da reserva Glaucio Octaviano Guerra] porque ouviu dizer que talvez a Davati teria alocação das vacinas.”

O dono da Davati disse que não sabia que Dominguetti atuou como representante da empresa.

Nós ficamos bem surpresos de ver recentemente cartas que surgiram na mídia de Cristiano adicionando pessoas como representantes da Davati, como Dominghetti, sem a minha ciência.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO