“Interesses pessoais estão preponderando”

O deputado federal Felipe Francischini chegou para a convenção do PSL, a portas fechadas, em um hotel de Brasília.

Ele disse que “interesses pessoais estão preponderando” no partido.

“Dos dois lados.”

Ele afirmou ficar triste com as gravações internas, mas reafirmou as críticas que fez na reunião privada da última quarta-feira de cujo áudio vazou pelo colega Daniel Silveira.
“Eu fico trabalhando que nem um idiota sozinho na CCJ [comissão presidida por ele].”
Ele chamou a atenção para o fato de “ninguém do PSL” ter aparecido na comissão, nesta semana, para votação da PEC que estabelece a prisão de condenados em segunda instância.

Comentários

  • ana -

    Ninguém do PSL apareceu, e você está do lado dos "grandes articuladores" do partido na Câmara: Joice e Waldir.....

  • Ryu -

    Se ninguém compareceu, não é culpa apenas da ala Bolsonarista, certo?

  • gilberto -

    A turma do PSL não está preocupado com o país. Nem entre eles existem convergências de ideias.

Ler 68 comentários