Intimidade com Lula

Demerval Gusmão disse não ter discutido o preço do terreno para o Instituto Lula, de R$ 7 milhões, por estar “abaixo do esperado”.

Depois, foi surpreendido pelas faturas apresentadas pelo escritório de Roberto Teixeira: uma de R$ 234 mil e outra de R$ 800 mil.

“A contragosto, eu acabei fazendo isso [pagando a Roberto Teixeira]. Primeiro, porque eu já havia gasto R$ 7 milhões. Segundo porque, nesse período, percebi que o Roberto Teixeira tinha uma intimidade muito grande com a família do ex-presidente”, continuou Gusmão.

“Fiquei com medo de que alguma negativa minha inviabilizasse o negócio.”

Assista abaixo à playlist com o depoimento completo do laranja da Odebrecht a Sergio Moro.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Ler mais 1 comentários

    Os comentários para essa notícia foram encerrados.