Invasão, fogo, desabamento — e vergonha — em São Paulo

Um edifício de 20 andares pegou fogo e desmoronou em pleno centro de São Paulo, na madrugada do dia 1º de maio.

O prédio degradado, ícone da arquitetura dos anos 60 e localizado no Largo do Paissandu, havia sido invadido e era ocupado por sem-tetos.

Um vazamento de gás deu início ao fogo; sete pessoas morreram.

As imagens do desabamento são impressionantes.

O que ocorre em São Paulo é uma vergonha: o descaso dos sucessivos governos com habitação popular criou a indústria de “movimentos sociais” que cobra aluguel de desvalidos em ocupações, usa-os como massa de manobra e age em conluio com proprietários de imóveis abandonados, para obter desapropriações regiamente pagas com o dinheiro público.

2019 não será um ano para amadores. Conte com a ajuda de especialistas para chegar são e salvo a 2020 AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.
Tempo de publicação: 4 minutos

200

AJUDA