INVESTIGAÇÃO CONTRA PROMOTORES RACHA CONSELHO NACIONAL DO MP

A abertura de processo disciplinar contra promotores que investigam políticos em campanha gerou um racha no Conselho Nacional do Ministério Público.

O conselheiro Marcelo Weitzel, presidente da Comissão de Preservação da Autonomia do MP, instaurou procedimento interno para garantir a atuação dos investigadores, que se sentem coagidos.

No documento, obtido em primeira mão por O Antagonista, ele determina a notificação da Corregedoria do CNMP, que ontem, a pedido do conselheiro Luiz Fernando Bandeira, instaurou processo disciplinar contra os promotores que pediram a prisão de Beto Richa e os que denunciaram Fernando Haddad e Geraldo Alckmin.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Essas acusações são resultado da preocupação dos adversários com Geraldo Alckmin, sabem que ele vai subir nas pesquisas e mostrar ao povo brasileiro quem é o mais preparado para o Brasil!

Ler mais 72 comentários
  1. Essas acusações são resultado da preocupação dos adversários com Geraldo Alckmin, sabem que ele vai subir nas pesquisas e mostrar ao povo brasileiro quem é o mais preparado para o Brasil!

  2. A Justiça apodrece em sintonia com o STF, com a OAB, a partir do aparelhamento da esquerda. É precioso que se acabem com indicações políticas no judiciário em todas as instâncias. É uma vergon

  3. O fundo do poço: Indicados políticos querem punir quem investiga corruptos, dar salvo condulto em período eleitoral, e mais tempo para prescrição de crimes. Demoralização total! CNMP o que é i

  4. O JUDICIÁRIO brasileiro é isso aí. Uma fogueira de VAIDADES, vivem por HOLOFOTES. 90% é VERMELHO e PETISTA e querem substituir a classe política para manter PRIVILÉGIOS ameaçados pelas REFORMAS

  5. A ORCRIM está se sentindo muito forte neste período de caos. E está arregaçando as mangas para matar a Lava Jato com muitas e muitas facadas, todas desferidas por profissionais do crime.

    1. Vivemos um falsa Democracia! As instituições tratam de modo diferente direita e esquerda, sempre a favor da esquerda, não se pode mais pensar diferente que te chamam de fascista e outros RÓTULOS #

  6. Tenho pena do Brasil se o Bolsonaro perder. Tenho pena da justiça. Tenho pena de nós. Em plena época eleitoral e os canalhas nem ao menos tentam esconder a perseguição a justiça que funciona.

  7. Investigar corruptos no Brasil virou uma profissão de alto risco. Eu creio que um Promotor que investiga o Marcola do PCC tem menos dor de cabeça do que um que investiga Alckmin ou o Haddad

    1. Será que estão esperando um novo ataque terrorista de outro, digamos, maluco assistido por uma equipe numerosa e gratuita de advogados, médicos e sabe-se lá quem venha mais trabalhar de graça ?

  8. A maioria mama auxílio-moradia, auxílio-educação, auxílio-livro, auxílio-paletó, carro blindado do ano, chofer, copeira, salários de 35 mil e aposentadoria aos 50 anos! MALDITOS, MORRAM!

  9. Infelizmente está tudo aparelhado, como pode um réu em mais de dez processos no STF, como Renan Calheiros, ainda indicar alguém para um cargo num órgão de investigação. Bolsonaro e General Mour

    1. Por hoje chega, já pegou seus trinta “reau”. Vá para casa depois que seus filhos dormirem, pois deve dar uma vergonha desgraçada olhar para eles e sentir-se um bosta

  10. O JUDICIÁRIO brasileiro é isso aí. Uma fogueira de VAIDADES, vivem por HOLOFOTES. 90% é VERMELHO e PETISTA e querem substituir a classe política para manter PRIVILÉGIOS ameaçados pelas REFORMAS