Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Investigado, Bolsonaro diz que Moraes aguarda momento para "aplicar sanção restritiva"

O presidente também criticou o corregedor-geral do TSE, Luis Felipe Salomão, que suspendeu a monetização de canais bolsonaristas no Youtube
Investigado, Bolsonaro diz que Moraes aguarda momento para “aplicar sanção restritiva”
Reprodução: Youtube/Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro disse hoje que o ministro do STF Alexandre de Moraes o incluiu na lista de investigados do inquérito que apura a difusão de notícias falsas e ameaças a integrantes da corte para ter a possibilidade de aplicar uma sanção restritiva contra ele no futuro.

O presidente da República deu a declaração em entrevista à Rede Fonte de Comunicação, de Goiás, após ser questionado sobre sua fala de que tem três alternativas para o futuro: “estar preso, morto, ou obter vitória“.

“O ministro Alexandre de Moraes me botou no inquérito das fake news, no inquérito do fim do mundo. É um inquérito sem participação do Ministério Público. O que eles querem com isso aí? Aguardar o momento para me aplicar uma sanção restritiva, quem sabe quando eu deixar o governo lá na frente. Isso não é um trabalho que se faça. Você não pode ficar ameaçando os outros. Não pode um ministro ser dono do inquérito. Ele investiga, julga e condena. Isso não pode acontecer. Se querem fazer isso comigo, imagina o que estão fazendo com outras pessoas.”

O presidente ainda acusou Moraes e o corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral, Luis Felipe Salomão, de agirem como os “donos do mundo”. Bolsonaro mencionou as prisões de Roberto Jefferson, Daniel Silveira, Oswaldo Eustáquio e a suspensão da monetização de canais de seus apoiadores no Youtube.

Não pode uma pessoa do Supremo Tribunal Federal e uma do Tribunal Superior Eleitoral se arvorarem como as donas do mundo, que tudo decidem no tocante a esse campo da liberdade de expressão. Não podemos admitir um deputado federal preso até agora. Não interessa o que ele falou. Assim como um jornalista preso também e um presidente de partido preso. A liberdade de expressão é a alma da nossa democracia.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO