Investigado na fraude da merenda deve assumir prefeitura após liminar de Gilmar

Gilmar Mendes determinou que o vice-prefeito de Mongaguá, Márcio Melo Gomes, seja reconduzido ao cargo, publica o Estadão.

Gomes foi suspenso das funções de vice-prefeito na Operação Prato Feito, que também prendeu o tucano Artur Parada Prócida — prefeito da cidade paulista — por desvios na merenda escolar.

Com o prefeito preso preventivamente, Gomes deve assumir o Executivo da cidade.

Comentários

  • SENADO, -

    GILMAR MENDES, TOFFOLI, LEWANDOWSKI E MARCO AURÉLIO NÃO TÊM LEGITIMIDADE! DEVEM SER EXPULSOS DO SUPREMO. CAUSAM ENORMES DANOS À NAÇÃO, ATUAM À REVELIA DA CONSTITUIÇÃO. VAMOS PRESSIONAR PARA QUE ESSES CORRUPTOS SERVIDORES PÚBLICOS SEJAM INVESTIGADOS. É CASO DE POLÍCIA!!!!

  • HAJA -

    No Brasil "bandidos lavam as mãos de bandidos, um ajuda o outro no paraíso dos bandidos" !!!!!

  • Ricardo -

    Dr. Carvalhosa esta coberto de razão! A população de Mongaguá deve ir para porta da prefeitura exigir seus direitos de não ser roubada merenda das escolas públicas, e não contem com PT, PSOL, PDT, PMDB, PSDB, PDT ou com a justiça para ajudar.

Ler 79 comentários