Investigado na Lava Jato é encontrado morto em Porto Alegre

Antônio Cláudio Albernaz Cordeiro, suspeito de atuar como doleiro da Odebrecht em pagamentos de propinas, foi encontrado morto em Porto Alegre ontem à tarde, registra a Folha.

Segundo a delegada Vanessa Pitrez, que abriu inquérito sobre o caso, os indícios do levantamento preliminar apontam para suicídio.

Conhecido como Tonico, Albernaz Cordeiro foi preso pela primeira vez em 2016, na fase Xepa da Lava Jato, que desvendou o departamento de propinas da Odebrecht.

Sua segunda prisão foi em 2018, na Câmbio, Desligo, desdobramento da Lava Jato no Rio que expôs uma rede de doleiros suspeitos de lavagem de dinheiro.

 

Comentários

  • Expedito -

    É melhor para os doleiros ficarem na cadeia da PF que nas ruas; a quadrilha é grande e forte...

  • Marcelo -

    Mais um que foi "suicidado" pela ORCRIM corruPTa. Algum "inocente" tem dúvida?

  • Daisy -

    Quantos cadáveres as ORCRIMs investigadas pela Lava Jato já produziram? Podiam, combinar logo um suicídio coletivo...

Ler 55 comentários