Irmão de Ciro doou R$ 1,3 milhão à própria campanha

Cid Gomes, ex-governador do Ceará e irmão do presidenciável Ciro Gomes, também do PDT, fez uma ‘autodoação’ de R$ 1,3 milhão à sua própria campanha por uma vaga no Senado Federal.

O valor é maior que o das ‘autodoações’ de outros candidatos ao Senado, como Mario Covas Neto, do Podemos-SP (R$ 1,05 milhão); Jarbas Vasconcelos, do PV-PA (R$ 1,02 milhão); e Edison Lobão, do MDB-MA (R$ 1 milhão).

Na mesma categoria, Cid só fica atrás de Professor Oriovisto Guimaraes, do Podemos-PR (2.35 milhões); Fernando Marques, do SD-DF (2 milhões); e Eduardo Girão, do Pros-CE (1,8 milhão).

Os dados são do DivulgaCand, do TSE, divulgados pelo G1.

* A assessoria de Cid Gomes entrou em contato com O Antagonista para esclarecer que, apesar de a tabela divulgada pelo G1 apontar o autofinanciamento, quem doou R$ 1,3 milhão à campanha de Cid foi o suplente dele, Prisco Rodrigues Bezerra, conforme o print do site do TSE também enviado pela assessoria e reproduzido abaixo.

Os 3 candidatos líderes em ‘autodoações’

Comentários

  • claudio -

    Pode isso, arnaldo? Retro alimentação. Assim que CAngaCiro irá governar o país, enchendo os bolsos.

  • Claudio -

    Lavagem de dinheiro.

  • Guerreiro -

    Se eleito é um mandato de 8 anos. Eles recuperam esses valores doados muito maior que dez vezes. Isto falando por baixo. E viva a propina!!!

Ler 22 comentários