Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Irmão de Miranda já depôs contra empresa da Covaxin antes do escândalo

Em outubro de 2018, Luis Ricardo Miranda foi ouvido pelo MPF na investigação sobre a Global Gestão em Saúde, sócia da Precisa Medicamentos
Irmão de Miranda já depôs contra empresa da Covaxin antes do escândalo
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, irmão do deputado Luis Miranda, já havia prestado depoimento sobre a Global Gestão em Saúde muito antes de denúnciar o escândalo envolvendo a Covaxin, diz a Crusoé.

A Global é sócia da Precisa Medicamentos, que fechou contrato com o Ministério da Saúde para a venda do imunizante.

“Em outubro de 2018, Luis Ricardo foi ouvido pelo Ministério Público Federal na investigação sobre um contrato feito pelo ministério com a Global Gestão em Saúde, para fornecer medicamentos para tratar doenças raras. De acordo com dados da Receita Federal, a Global é uma das sócias da Precisa Medicamentos, empresa que representa no Brasil o laboratório indiano Bharat Biotech, fabricante da Covaxin. A apuração foi aberta porque a empresa recebeu antecipadamente 19,9 milhões de reais transferidos pela pasta, mas nunca entregou os remédios contratados.”

“Chefe da divisão de importação do ministério, Luis Ricardo disse na oitiva que o pagamento antecipado no caso de insumos importados era ‘absolutamente fora do comum’. A mesma informação foi dada por outros dois servidores da pasta. ‘O fluxo normal não é este, mas sim o do pagamento posterior ao recebimento do produto em depósito’, disse o irmão do deputado Luis Miranda na ocasião.”

Leia mais aqui.

Mais notícias
TOPO