Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Irmão de Renan elogia "coragem" de Lira e provoca o Ministério Público

Aos berros, no plenário, deputado Renildo Calheiros disse que "quem faz a lei são os deputados e senadores", e não associações do MP
Irmão de Renan elogia “coragem” de Lira e provoca o Ministério Público
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Há pouco, no plenário da Câmara, o líder do PCdoB, deputado Renildo Calheiros (foto), irmão de Renan, fez elogios públicos a Arthur Lira.

Para Renildo, Lira teve “coragem de enfrentar” as discussões para pautar a PEC da Vingança, que ameaça a autonomia e a independência do Ministério Público.

Lira tentou tratorar uma versão piorada da proposta, apresentada momentos antes do início da sessão. Segundo as associações que representam o MP, não houve acordo, ao contrário do que alardeia o presidente da Câmara. A votação acabou sendo adiada de novo.

Renildo Calheiros provocou os integrantes do MP em discurso antes do adiamento.

“É um absurdo se pretender que 100% do Ministério Público concorde [com a proposta]”, disse.

Em seguida, o deputado comunista subiu o tom:

“Quem faz é a lei não é o Ministério Público. Quem faz a lei é o Congresso Nacional. Cabe ao Congresso ouvir, debater, negociar, mas não é atribuição da associação do Ministério Público fazer a lei. Quem faz a lei são os deputados e senadores. (…) O MP precisa aprender a conviver com críticas e controles. Somos todos feitos do mesmo barro, sujeitos a erros e desvios de conduta.”

Renildo ainda disse que “uma matéria como essa não pode ficar em debate indefinidamente”.

Uma matéria como essa, senhor deputado, foi levada diretamente para votação no plenário sem nem sequer ter sido apreciada em comissão especial.

Mais notícias
TOPO