ACESSE

Isaías do Borel pede habeas corpus a Toffoli

Telegram

Às 22h38 deste sábado (11), a defesa de Isaías da Costa Rodrigues, traficante que aterrorizou o Morro do Borel na década de 80, ingressou com um habeas corpus no Supremo. Ele quer evitar seu retorno para o presídio federal de Catanduvas (PR) e permanecer no regime semiaberto, no Rio.

Condenado a mais de 40 anos de prisão, Isaías do Borel, de 57 anos, integra a cúpula do Comando Vermelho.

O Ministério Público conseguiu convencer o TJ-RJ a mandá-lo de volta para o regime fechado, em penitenciária federal de segurança máxima. A defesa recorreu ao STJ, teve o pedido negado, e agora acionou o Supremo.

Em 2012, após 22 anos preso, Isaías chegou a ser solto após conseguir o benefício da liberdade condicional. Mas em 2015 foi preso novamente, após trocar tiros com a polícia no mesmo Morro do Borel.

A decisão pela concessão ou não do habeas corpus, durante o plantão do STF, no mês de julho, caberá a Dias Toffoli. Assina o pedido a advogada Flávia Pinheiro Fróes, que é presidente da ONG Anjos da Paz.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Arnaldo -

    Vamos ver qual dos tres imorais irá nos causar mais asco nesta questão.

  • MARIA -

    É desse jeito, bandidos soltam bandidos! Eles se protegem!

  • ELENIR -

    A advogada dos Amigos dos Amigos, pediu pro cara certo. Julgador amigo do amigo do meu pai. O cara que costurou o acordo pra "amarrar" o presidente.

Ler 83 comentários