“Isolamento radical e assistência aos pobres”, defende Margareth Dalcolmo, da Fiocruz

Telegram

Em entrevista a O Antagonista, a pneumologista e pesquisadora clínica Margareth Dalcolmo, da Fiocruz, fala sobre as medidas restritivas adotadas durante a pandemia, o impacto no sistema de saúde, a situação dos brasileiros de baixa renda, as perspectivas de medicamento e vacina, o negacionismo e o trabalho das autoridades médicas.

Assista:

 

Comentários

  • Edu_Brasil -

    A BBC Brasil noticiou que o Japão tem conseguido conter o avanço da doença sem quarentena em massa

  • Carlos -

    O Terra tem uma mente extremamente privilegiada. Todo o resto do mundo está errado, só ele está serto.

  • Candinha -

    O país quebrado por sucessivas gestões da esquerda, aceita de bom grado o dinheiro que foi desviado e doações de socialistas que pregam um estado hiper paternalista. Deixaram o cofre vazio meu pov

Ler 97 comentários