"Isso atendia aos interesses do Jair Bolsonaro"

“Isso atendia aos interesses do Jair Bolsonaro”
Foto: Valter Zica/OAB-DF

Miguel Reale Júnior disse à Jovem Pan que a decisão de Kassio Nunes Marques no julgamento sobre a possibilidade de reeleição de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia é “espantosa”.

O ministro indicado por Jair Bolsonaro votou para liberar a reeleição de Alcolumbre, mas vetar a de Maia.

O julgamento terminou com placar de 6 a 5 contra a possibilidade de reeleição de ambos, como está claríssimo na Constituição.

“É espantoso que os ministros do Supremo tenham feito essa interpretação, mais espantosa ainda a interpretação feita pelo recente ministro Kassio, que votou isoladamente, e não sei como ele consegue explicar, que ele aceita a reeleição pelo Alcolumbre e não aceita a do Maia. Isso atendia aos interesses do Jair Bolsonaro.”

Jair Bolsonaro apoiava a reeleição de Alcolumbre. Na Câmara, o candidato do presidente da República é Arthur Lira, adversário de Maia.

Leia mais: Por 6 votos a 5, maioria no Supremo impõe derrota ao relatório de Gilmar Mendes e proíbe reeleição de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.
Mais notícias
TOPO