Isso não é nada bom

Isso não é nada bom
Foto: Foto: Adnilton Farias/VPR

Nelson Jobim, defensor de Lula e sócio de André Esteves, disse para o UOL:

“Como você prova a parcialidade? Se fica demonstrado claramente de que na base de tudo isso tiveram contatos e relações do juiz julgador com o agente acusador, discutindo estratégias de condução do processo, evidentemente que é parcialidade (…).

Examinando isto que aparece nessas notícias do Intercept, que ao que tudo indica são corretas e verdadeiras, ele teve uma conduta não adequada para um juiz de direito. Em hipótese alguma, poderia um juiz de direito ter contatos com o Ministério Público ou mesmo com a defesa para orientar procedimentos. Isso não é nada bom.”

O arquivo de O Antagonista está abarrotado de posts sobre Nelson Jobim.

Só para citar alguns:

Em 2015, ele orquestrou o fatiamento da Lava Jato.

Em seguida, ele atacou Sergio Moro e a Lava Jato.

Em 2017, Nelson Jobim argumentou que Lula preso era um cabo eleitoral imbatível, ao mesmo tempo em que articulava o indulto do presidiário no STF.

Não, isso não é nada bom.

Corruptos na cadeia: aproveite os últimos dias. Leia mais
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO