ACESSE

Itaipu é uma mãe (também no governo Bolsonaro)

Telegram

Quase passou despercebido por O Antagonista a notícia divulgada ontem pela Folha de S. Paulo de que o diretor brasileiro da Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna, concedeu a todos os funcionários, fixos e temporários, um bônus equivalente a 2,8 salários “como compensação de possíveis perdas decorrentes do acordo coletivo de trabalho”.

Luna, que foi ministro da Defesa de Temer e tomou posse em Itaipu na gestão de Jair Bolsonaro, também acabou ganhando o pagamento extra no fim de 2019: recebeu R$ 221,2 mil em indenização.

O salário do general na usina binacional é de R$ 79 mil. Juntos, os seis diretores da empresa ganharam R$ 1,3 milhão.

Como tem caráter indenizatório, a remuneração é livre de Imposto de Renda.

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 101 comentários