Itamaraty com Lenín Moreno

O Itamaraty emitiu uma nota para felicitar o presidente do Equador, Lenín Moreno, por ter feito acordo com liderança indígenas e revogado o decreto que retirava subsídios aos combustíveis.

O acordo pôs fim às manifestações que tomaram o país por 11 dias consecutivos, resultando em sete mortes, 1.340 feridos e 1.152 presos, segundo a Defensoria do Povo do Equador.

“Ao registrar que a instalação do processo negociador permitiu a retomada da segurança e da ordem pública, o governo brasileiro manifesta sua expectativa de que aqueles grupos e atores que optaram pelo caminho da violência o abandonem imediatamente e retomem a via do respeito às regras republicanas de convivência e da normalidade institucional.”

Comentários

  • RICARDO -

    Se eu fosse Lênin Moreno dispensava o apoio bolsonaristas. Todos que tiveram ou têm, se deram mal

  • O.Agonista -

    Instalar um processo é bão.

  • Jairo -

    Muito interessante essa CRISE no marxista comunista socialista bolivariano Equador: porque somente os índios foram para o campo de batalha? Onde estão os Partidos, os Movimentos, os Coletivos,???!!!

Ler 3 comentários