Itamaraty está nas mãos de diplomata que protegeu Lula em caso da Odebrecht

Na ausência de Ernesto Araújo (que está no Canadá) e Otávio Brandelli (de férias), o comando do Ministério das Relações Exteriores passou às mãos do embaixador João Pedro Corrêa Costa.

Mantido por Araújo no cargo de subsecretário-geral de Serviço Exterior do Itamaraty, Corrêa Costa foi denunciado pelo MPF, em 2015, por prevaricação e advocacia administrativa.

O diplomata foi acusado de atuar ilegalmente para manter em sigilo telegramas que apontavam o envolvimento de Lula na obtenção de contratos para Odebrecht no exterior.

Em setembro do ano passado, ele conseguiu suspender o processo criminal na Justiça Federal em Brasília. Alegou que foi inocentado numa ação de improbidade a partir do arquivamento de um processo administrativo no Itamaraty.

1. Atos publicados no Diário Oficial da União de 4/02/2019

DECRETO DE 1º DE FEVEREIRO DE 2019

PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso I, da Constituição, resolve

DESIGNAR

JOÃO PEDRO CORRÊA COSTA, para exercer o encargo de substituto eventual do Ministro de Estado das Relações Exteriores, no período de 4 a 8 de fevereiro de 2019.

Brasília, 1º de fevereiro de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

JAIR MESSIAS BOLSONARO

ERNESTO HENRIQUE FRAGA ARAÚJO

Comentários

  • Eloy -

    Equipe "O Antagonista". Este substituto do Chanceler (JOÃO PEDRO CORRÊA COSTA), precisa ser demitido urgentemente. Pergunto? 1) O Antagonista está fazendo alguma coisa ? 2) Vamos trabalhar!

  • Celso -

    Ou a assessoria de informações da presidência atua ou será substituída. Não é o primeiro caso.

  • CarlosAlberto -

    Espero que a despetização continue. Não vai ser fácil achar e exterminar todos os ratos. Mas tem que ser feito se o governo quiser evitar sabotagens.

Ler 124 comentários