Já temos um governo

O acordo entre Michel Temer e o PSDB deu um passo fundamental.

O Antagonista já havia dito que, em caso de impeachment, Michel Temer cumpriria seu mandato até o fim e, em 2018, não disputaria a reeleição à Presidência da República.

O Valor, hoje, conta que Michel Temer pode concorrer, em vez disso, ao governo de São Paulo, com o apoio do PSDB.

Isso quer dizer que o impeachment se aproxima.

Isso quer dizer também que Geraldo Alckmin entrou na articulação pelo afastamento de Dilma Rousseff e, muito mais importante, que já se pensa numa coalizão para apoiar o presidente Michel Temer nos próximos três anos.

Faça o primeiro comentário