ACESSE

Em queixa-crime, Bolsonaro pede aumento de pena para Jean Wyllys

Telegram

A queixa-crime de Jair Bolsonaro contra Jean Wyllys, por calúnia e injúria, foi distribuída ao ministro Celso de Mello.

Diz O Globo:

“A calúnia tem pena prevista de seis meses a dois anos de detenção, enquanto a injúria tem pena prevista de três meses a um ano. As duas também prevêem multa. A pena de detenção pode ser cumprida no regime semiaberto ou aberto.

A defesa de Bolsonaro pediu ainda a aplicação de um artigo do Código Penal que determina que a pena seja aumentada em um terço quando o crime é cometido ‘na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria'”.

 

Comentários

  • Claudio -

    Bolsonaro neles. Isso aí Bolsonaro não vamos aceitar injúrias. Bolsonaro 2018!

  • Pedrão -

    Será arquivado com base no artigo 53 que diz que os parlamentares são invioláveis por quaisquer opiniões. . Este só não se aplica ao Bolsonaro, claro.

  • Maria -

    É impressionante como Bolsonaro adora requentar suas "querelas", em 2015 requentou a discussão que teve com Maria do Osário de 2003, agora quer requentar o cuspe recebido em 2016. Bolsonaro não tem assunto, não tem novidade, bolsonaro parece viver do passado, não é a toa falar tanto da década de 60 e 70.

Ler 22 comentários