Janot é agente da CIA

Na tarde desta quarta-feira, segundo o Estadão, “o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou pessoalmente nas negociações para resolver a questão” da multa a ser paga pela Odebrecht nos Estados Unidos, porque “a exigência de montante maior feita pelos americanos gerou um entrave”.

Isso se refere ao acordo de leniência.

No caso das delações, prossegue a reportagem, “as tratativas foram encerradas e restam apenas as formalidades de assinatura do acordo. Parte dos advogados de delatores começou as assinaturas nesta quarta-feira, 23, e outra parte fará a formalização na quinta, 24”.