Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Janot explica rescisão da delação da JBS

No site da Procuradoria-Geral da República, Rodrigo Janot explicou a decisão de rescindir a colaboração premiada de Joesley Batista e Ricardo Saud, os delatores da JBS, ambos presos.

A decisão ainda precisa ser homologada por Edson Fachin.

Segundo o procurador-geral, Joesley e Saud omitiram fatos criminosos relevantes –por exemplo, a informação de que possuíam áudios em seu poder, envolvendo Ciro Nogueira.

Janot também menciona a omissão da participação do então procurador da República Marcelo Miller nos acordos, “não obstante tratar-se de fato extremamente grave”, e da existência de conta bancária no exterior.

O procurador-geral frisa que rescisão não é anulação –“o primeiro [caso] ocorre por descumprimento de cláusulas do acordo por uma das partes, enquanto que o segundo se dá por um vício legal de formação do acordo”. Ou seja, para ele as provas continuam válidas.

Sobre o diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis, Janot diz que “não há elementos suficientes para decidir sobre a revisão” de seu acordo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....