Janot nega pedido de Cunha

O procurador-geral da República mandou ao Supremo documento em que defende que o ex-presidente da Câmara continue preso.

Detido em Curitiba, Cunha quer ser beneficiado com a mesma decisão que concedeu prisão domiciliar ao ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, o homem da mala.

Para Janot, a situação é diferente, porque Cunha era “um dos mais importantes atores da organização criminosa composta por integrantes do Partido do Movimento Democrático Brasileiro instalada na Câmara dos Deputados”.

3 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Será que alguém tem medo de Crunha solto?
    Será que, solto, ele conseguiria juntar provas contra alguém?

    Não tenho explicação para a injustiça.
    Ou todos corruptos presos ou todos soltos !

  2. Meu malvado favorito está pagando caro por sua ousadia em enfrentar a OrCrim ptralha e destronar a dilmônia.
    Não poderia ser diferente, o empenho total do atual pTgr, para dificultar ao maximo qualquer ato ou ação visando a libertação de quem causou tamanho estrago na sua turma.