Janot quer Dirceu sem benefícios

A pedido de Rodrigo Janot, o ministro Luís Roberto Barroso avalia retirar de José Dirceu o benefício da prisão domiciliar referente a sua condenação no mensalão. Barroso já decidiu sobre Pedro Corrêa e agora quer ouvir Dirceu antes de tomar a decisão.

O PGR alegou que Dirceu cometeu crimes, descobertos pela Lava Jato, durante o regime semiaberto, o que configura infração grave. A decisão de Barroso terá implicações jurídicas na condenação do ex-ministro, que já está preso preventivamente por Sérgio Moro.

Faça o primeiro comentário