Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Janot se revelou um 'insano homicida-suicida', diz Temer

Janot se revelou um insano homicida-suicida, diz Temer
Brasília - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, durante lançamento da campanha Todos juntos contra a corrupção, no Conselho Nacional do Ministério Público (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Michel Temer afirmou hoje que Rodrigo Janot se revelou um “insano homicida-suicida”, além de ser “mentiroso costumaz e desmemoriado”, registra a Folha.

O ex-presidente aludiu à história de que Janot entrou armado no STF com a intenção de matar Gilmar Mendes em uma nota na qual rebateu acusações do ex-PGR em seu livro de memórias, “Nada Menos que Tudo”.

No livro, Janot diz que, em março de 2015, Temer (então vice-presidente) e Henrique Eduardo Alves pediram que ele arquivasse a primeira investigação aberta contra Eduardo Cunha, o presidente da Câmara na época, hoje preso no Rio.

Segundo o ex-presidente, as ocasiões em que o ex-PGR esteve com ele “foram para detratar e desmoralizar os possíveis integrantes de lista tríplice para procurador-geral da República e para sugerir que nomeasse alguém fora da lista. Não merece consideração”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO