Janot tem de aceitar a delação de Cerveró

Nestor Cerveró já entregou Lula à Lava Jato, associando-o à propina do navio-sonda Vitória 10000.

Agora ele promete ir além – vai falar sobre a propina de Pasadena.

Diz a Época:

“Um dos principais trunfos de Nestor Cerveró para fechar delação premiada é detalhar como o dinheiro desviado da compra da controversa refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, irrigou campanhas petistas em 2006”.

O Antagonista se informou sobre o assunto e descobriu que o caso não está mais em Curitiba – foi transferido para Brasília.

Trata-se do Fiat Elba de 792 milhões de dólares de Dilma Rousseff. Rodrigo Janot pode aceitar a delação de Nestor Cerveró – e destruir o PT – ou engavetá-la – e destruir o país.

A pressão, agora, tem de ser essa.

Aceite a delação de Cerveró, Janot.

Pasadena e o crepúsculo petista