ACESSE

Jaques Wagner disse que placas em carros oficiais 'comprometem a segurança dos parlamentares'

Telegram

Na ata da pauta administrativa da reunião da Mesa Diretora do Senado, realizada há duas semanas, há a confirmação de que o senador Jaques Wagner, do PT da Bahia, sugeriu que os carros oficiais dos senadores não tenham mais a identificação atual.

“O senador Jaques Wagner fez um aparte acerca da possível remoção da placa dos carros do Senado Federal, com a respectiva identificação de senador da República, por comprometerem a segurança dos parlamentares”, diz trecho da ata, que consta no boletim administrativo do Senado Federal datado de 21 de fevereiro e é assinado pela diretora-geral do Senado, Ilana Trombka.

A ata ainda pontua que a senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal, “aquiesceu com a explanação do senador”. Em nota enviada a O Antagonista, Leila disse defender que “o atual modelo da placa poderia ser trocado por uma identificação que permita ao cidadão continuar fiscalizando a utilização do veículo”. Na opinião dela, “exibir o cargo [de senadora, no caso] na placa pode ser interpretado como uma tentativa de buscar vantagens”.

O ata da pauta administrativa também confirma que, conforme noticiou primeiro o site Metrópoles, Davi Alcolumbre solicitou à Advocacia do Senado a elaboração de uma proposta de Ato da Comissão Diretora sobre o tema, que voltará a ser discutido na própria reunião.

Leia também:

Alegando segurança, senadores querem retirar a placa que os identifica em carros oficiais

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

  • Delmar -

    Só corruptos, parasitas/socialistas/inúteis/vagabundos tem medo de sair à rua. Os políticos honestos não tem medo. O povo os apoia, respeita e eleva.

  • Claudio -

    O certo seria cortar todas as mordomias de todos os orgaos federais, dos estados, municipios, judiciario e outros.Boa parte dos impostos que pagamos sao para bancar essas mordomias.

  • Roque -

    Que andem com seus próprios carros abastecidos com o próprio dinheiro.

Ler 162 comentários