Jayme Campos justifica agressão a eleitor: "Chegou mal-intencionado"

Jayme Campos justifica agressão a eleitor: “Chegou mal-intencionado”
Senador Jayme Campos (DEM-MT) durante análise do projeto que delega a municípios definição de Área de Preservação Permanente (APP) em área urbana Foto: José Cruz/Agência Senado

O senador Jayme Campos (DEM), presidente do Conselho de Ética do Senado, por meio de sua assessoria, disse, inicialmente, que não comentaria a agressão a um eleitor no município de Várzea Grande, cuja prefeita é sua mulher, Lucimar Campos.

Assista aqui.

Em seguida, porém, a assessoria de Jayme disse, em nota, que o cidadão agredido pelo senador é Marcelo Rezende, um candidato a vereador nas eleições deste ano que pertence ao grupo político adversário ao da atual prefeita.

Na nota, Jayme argumentou que o cidadão “já foi ao evento com segundas intenções” e “montou um cenário para encenar um fato que não merece resposta ou consideração”.

“Ele já chegou mal-intencionado e nem a prefeita ou o senador tem qualquer manifestação a respeito do fato. Estão querendo politizar para criar crise que não existe”, afirmou o senador, em outro trecho da nota.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários
TOPO