JBS pede mais dois meses para entregar provas

Os delatores da JBS pediram ao Supremo Tribunal Federal mais 60 dias para apresentarem “anexos complementares” às suas delações.

O prazo original vence amanhã, 31 de agosto. Os acordos de delação premiada entre a empresa e o Ministério Público estão perto de completar quatro meses.

Os advogados alegaram que a recente homologação do acordo de leniência da J&F, que controla a JBS, “facilitará o acesso e a juntada de novos dados de corroboração”.

A Procuradoria-Geral da República já concordou com o pedido. Só falta Edson Fachin, relator do caso no Supremo, decidir.

33 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. E os Antagonistas ainda querem transformar a PGR no Poder Moderador da República. É o fim da picada. O passo seguinte é a República Bolivariana do Brasil. Xucros irresponsáveis e burros.

    1. O Antagonista: os jornalistas têm feito um trabalho de investigação impecavel sobre esse mar de corrupção, informando e elucidando os fatos. Não são tendenciosos como alguns insistem. É porque sentem inveja ou são pagos para atacar?

  2. Claro que a PGR concordou com o pedido!
    Joesley e sua turma de delatores ainda estão confeccionando as provas.
    Torço para que a próxima Procuradora, Dra. Raquel Dodge, analise esse acordo com lupa!

  3. Que belo acordo o herói antagonista Janot fez. Primeiro concede perdão total, depois o delator começa a entregar as provas à conta-gotas. Se é que vai entregar alguma prova. E se alguém criticar automaticamente é rotulado de “MAV DO TEMER”.
    Esse PGR é um oportunista incompetente e os Antagonistas são uns jacobinos xucros.

    1. IMPERDOÁVEL: JANOT + PT + ANTAGONISTA + GLOBO

      NÃO PERCAM:
      http://epoca.globo.com/politica/guilherme-fiuza/noticia/2017/08/voce-e-socio-do-caixa-tres.html

  4. Isso não vai dar em nada, como não deu em nada nenhuma dessas delações. O chefão da organização criminosa, Lula da Silva continua livre, leve e solto.
    Impunidade. Esse é o resultado dessas “delações premiadas”. E bota premiada nisso.

  5. Só enrolação Quem acredita nesse bandido? Nesses bandidos?: arqueiro Fachinha? De 2 em 2 meses esse açougueiro canalha pede + tempo e nada Assim vai chegar longe O tempo passa … e nada de prova. Até esquecer.

  6. Até lá, a Segunda Turma já reverteu a prisão em segunda instância. O açougueiro nunca será preso. Nem o Lula.
    Inclusive, já estão se desfazendo de tudo, vendendo tudo o que podem.
    Ano que vem, o açougueiro já estará recebendo recursos subsidiados do BNDES. O próprio presidente do banco é fã de carteirinha desse “grande empreendedor brasileiro”! E a Rede Globo, idem, vive traçando o perfil “arrojado” do canalha nas capas dos jornais!
    Bando de BANDIDOS!

    1. E quem dizia o contrário, era xingado insistentemente de “MAV do Temer”, “MAV do Elsinho” e uma série de outros adjetivos que dá vergonha até em reproduzir aqui. Burrice é que não foi!

  7. Uma vergonha isso, não deviam dar nem mais um dia de prazo. Aliás bem que podiam aproveitar o ensejo para anular de vez esse acordo mandrake entre o suíno petralha e os irmãos boi-ésley…

  8. “Como o Brasil faz questão de fingir que não sabe ou não viu, pau que dá em Chico, dá em Francisco, mas não dá em Joesley, nem em Dilma. Janot, o homem bom, não teve flechas para negociatas obscenas como a da refinaria de Pasadena, repleta de digitais da ex-presidenta mulher — dentre diversos crimes cometidos sob sua influência como ministra e como chefe de governo, com os comparsas que ela, seu partido e seu tutor escolheram. Janot, o homem justo, ídolo dos que deploram a corrupção, aliviou essa quadrilha o quanto pôde, em suas triangulações mágicas com os supremos companheiros e o fiel despachante José Eduardo Cardozo.”
    Guilherme Fiuza

    1. IMPERDOÁVEL!

      O ANTAGONISTA + GLOBO ao jogo sujo do soldado petista Janot !

      não percam:
      http://epoca.globo.com/politica/guilherme-fiuza/noticia/2017/08/voce-e-socio-do-caixa-tres.html

  9. Quer dizer, o açougueiro quer mais dois meses para apresentar “anexos complementares”, mas queria derrubar o Presidente da República Federativa do Brasil no mesmo dia do vazamento da Rede Globo? E a PGR aceitou? Bando de vigaristas!