JBS repassou R$ 2 milhões a factoring de Wagner Canhedo

No relatório de inteligência financeira do Coaf, revelado por Veja e também obtido por O Antagonista, há comunicação de repasse de R$ 2 milhões à empresa Pradela Factoring, ligada ao empresário dos transportes Wagner Canhedo Filho.

Canhedo, preso em 2015 por lavagem de dinheiro, associação criminosa e fraude a execuções fiscais, é dono da Viplan – empresa que dominou o transporte público no Distrito Federal por mais de 40 anos.

Além do repasse da JBS, o Coaf destaca dois saques de R$ 3,5 milhões efetuados pela empresa em 7 e 8 de maio de 2013. O órgão suspeita da ausência de vínculo entre as atividades de Canhedo e as da JBS.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 4 comentários
  1. Não sei se a fiscalização é responsabilidade do Banco Central, Receita Federal, Coaf. Mas no dia que der uma folga e puderem fazer uma operação de fiscalização nessa estrutura chamada
    “FACTORING”,não sobrará muitas para contar a historia. Muitos doleiros se sentirão punguistas de 2ª categoria.