JD confessa e nega

Juscelino Dourado foi encurralado ontem em seu depoimento à PF.

O operador de Antonio Palocci disse que o número de celular que aparece em anotações de Marcelo Odebrecht pertenceu mesmo a ele, mas que a anotação em si não se refere a ele.

JD também afirmou, sem ser perguntado, que “nunca manuseou em suas mãos altos valores em espécie”.

Faça o primeiro comentário