Jean Wyllys desiste de mandato

Jean Wyllys disse à Folha que não vai assumir o novo mandato de deputado federal no dia 1º de fevereiro. Afirmou que vai abandonar a vida pública por causa de ameaças.

“O [ex-presidente do Uruguai] Pepe Mujica, quando soube que eu estava ameaçado de morte, falou para mim: ‘Rapaz, se cuide. Os mártires não são heróis’. E é isso: eu não quero me sacrificar”.

Disse que também levou em conta que parentes de um ex-policial suspeito de chefiar milícia investigada pela morte de Marielle Franco trabalharam para Flávio Bolsonaro.

“Me apavora saber que o filho do presidente contratou no seu gabinete a esposa e a mãe do sicário […] O presidente que sempre me difamou, que sempre me insultou de maneira aberta, que sempre utilizou de homofobia contra mim. Esse ambiente não é seguro para mim”.

As reais intenções de Dilma e Cuba com o programa Mais Médicos. SAIBA MAIS AQUI