JEC chateado

José Eduardo Cardozo, rodeado de jornalistas no canto do plenário, acaba de desabafar. Ele está chateado.

No intervalo do almoço, segundo JEC, foi feito um acordo com Cássio Cunha Lima “em nome do bom andamento dos trabalhos”: eles abririam mão de Ester Dweck e aceitariam transformar outras duas testemunhas em informantes, como ocorreu.

A acusação de Dilma Rousseff, no entanto, pretende pedir a impugnação de todas as pessoas arroladas como testemunhas por JEC.