João Doria vira réu por PPP da iluminação

João Doria tornou-se réu na ação popular que pede a suspensão da parceria público-privada para realizar serviços de manutenção e troca do sistema de iluminação da cidade, informa o site Jota.

Como O Antagonista noticiou, o juiz Alberto Alonso Muñoz, da 13ª Vara da Fazenda Pública, já tinha concedido uma liminar que suspendeu o contrato da PPP e proibiu que a prefeitura realize qualquer pagamento com base nele.

Muñoz decidiu com base em áudio divulgado pela rádio CBN, que indica que Denise Abreu, então diretora do Ilume –o departamento de iluminação da prefeitura–, teria recebido propina para favorecer o FM Rodrigues, consórcio vencedor da disputa.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Esse lixo de ativismo judicial faz com que juízes de primeira instância tomem atitudes absolutamente arbitrárias, sem pé nem cabeça. O Dória virar réu porque a direita do Ilume teve um áudio vazado falando em propina seria o mesmo que um comerciante ser preso porque o funcionário dele teve um áudio vazado falando que roubou um carro.

Ler mais 15 comentários
  1. Esse lixo de ativismo judicial faz com que juízes de primeira instância tomem atitudes absolutamente arbitrárias, sem pé nem cabeça. O Dória virar réu porque a direita do Ilume teve um áudio vazado falando em propina seria o mesmo que um comerciante ser preso porque o funcionário dele teve um áudio vazado falando que roubou um carro.

  2. Tenho muitas críticas ao Doria e nessas eleições para governador acho que o melhor candidato viria do NOVO 30. Mas é nítido que há um forte ativismo judicial contra ele. Já o proibiram de usar o símbolo do Cidade Linda, de fazer o símbolo do AceleraSP e aceitaram uma denúncia do PT pra investigá-lo por conta das viagens feitas ano passado. Eu me pergunto, e o Haddad? Por que ainda não virou réu pelas propinas recebidas em 2012 e pelo superfaturamento das ciclovias da cidade?

  3. walter bernard uma coisa…. ela pode ser o que for, seguidora de quem for,
    o que ela faz não tem relação com o discurso destes que você citou.
    Seria como você ensinar os males das drogas a seu filho e depois descobrir
    que ele é maconheiro. Você fez sua parte, ele que não fez a dele.

  4. Com plena Lava Jato rolando desde 2014. É muita afronta….ninguém tem medo de ser punido por crime de colarinho branco pela justiça de Lewandovski, MAM, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Canalhas!!!!

  5. Já bastava ser desarmamentista para se tornar um político como qualquer outro, agora então que responde processo… lembrando que já é do PSDB… nada de novo restou nesse ser.

    1. Nada de novo em ano eleitoral, meu amigo socialista!

      Doria no caso dessa PPP, geriu bem, suspendeu e afastou as pessoas com indício

      Agora o juiz é livre para tornar qq um réu, por ser 1ª instância. Faz parte