Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Joaquim Leite tenta ignorar pergunta sobre Fundo Amazônia

Fundo abastecido por doações de Noruega e Alemanha está desde 2019 com cerca de R$ 2,9 bilhões parados
Joaquim Leite tenta ignorar pergunta sobre Fundo Amazônia
Reprodução/Ministério do Meio Ambiente/YouTube

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite (foto), ignorou nesta sexta (12) uma pergunta sobre o Fundo Amazônia, preferindo voltar a falar sobre hipotéticos US$ 100 bilhões em créditos de carbono que ele mesmo admitiu que não serão atingidos na COP26.

Na conferência, uma repórter perguntou a Leite se há alguma chance de destravar o Fundo Amazônia, que está com cerca de R$ 2,9 bilhões parados. O fundo foi abastecido quase que totalmente por doações da Noruega e da Alemanha, e paralisado por Ricardo Salles em 2019.

Leite respondeu: “O que nós falamos dos US$ 100 bilhões, e o grande desafio desses US$ 100 bilhões, na verdade, é um volume maior e de mais eficiência no seu uso, que ele garanta eficiência no seu uso, que ese recurso chegue no chão. Esse é um grande desafio e uma preocupação de todos. O Brasil tem, sim, uma preocupação que esse volume chegue aos US$ 100 bi, não vai chegar aos US$ 100 bi, os países – os países [ricos] pediram mais ambição aos países em desenvolvimento, mas não tiveram a mesma proporção de recursos de US$ 100 bilhões. Esse é um desafio que nós temos ainda pela frente”.

O ministro não tocou no nome do Fundo Amazônia. Como a repórter insistiu, ele respondeu: “Esse assunto ainda está com o vice-presidente [Mourão], as negociações do fundo ainda não estão em andamento, assim que a gente tiver notícia a gente passa para vocês”.

Leia tambémJoaquim Leite volta a pedir dinheiro no mercado de carbono

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....