ACESSE

Jornalista da Folha processa Eduardo Bolsonaro por dano moral

Telegram

A repórter da Folha Patrícia Campos Mello está processando Eduardo Bolsonaro por dano moral.

Numa live, no ano passado, o filho do presidente afirmou que a repórter tentou seduzir um então funcionário de uma empresa de disparos de WhatsApp, Hans River do Rio Nascimento, para fazer uma reportagem sobre supostas mensagens enviadas ilegalmente pela campanha de Jair Bolsonaro, em 2018.

Eduardo Bolsonaro disse o seguinte na live:

“Essa Patrícia Campos Mello, que, vale lembrar, tentou seduzir o Hans River. Não venha me dizer que é só homem que assedia mulher, não, mulher assedia homem, tá. Tentando fazer uma insinuação sexual para obter uma vantagem, de entrar na casa do Hans River, ter acesso ao laptop dele e tentar ali achar alguma coisa contra o Jair Bolsonaro, que não achou.”

A menção do filho do presidente foi ao depoimento de Hans River à CPMI das Fakes News, no qual ele insultou a repórter.

Leia mais: Os 2 inimigos do Brasil na pandemia: o vírus e a tentativa de manipulação dos dados da Saúde

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos

Os comentários estão desabilitados