JOTA: Descompasso entre a CPI do Carf e a PF

A segunda fase da Operação Zelotes demonstra um descompasso entre as atividades da Polícia Federal e a CPI do Carf no Senado. Em outubro, a relatora da CPI, senadora Vanessa Graziotin (PCdoB-AM), chegou a afirmar que não havia qualquer conexão entre as irregularidades no Carf e o lobby para aprovação da Medida Provisória 471.

Assim, há um mês, foram negados pedidos para que prestassem depoimento o ex-presidente Lula, seu filho Luís Cláudio, a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra e o ex-ministro chefe da secretaria-geral da presidência Gilberto Carvalho. Os requerimentos devem ser analisados novamente agora. O ex-conselheiro do Carf José Ricardo da Silva e seu sócio Eduardo Valadão, presos hoje, serão chamados a depor.

Leia mais no JOTA

Faça o primeiro comentário