JOTA: Mais insegurança no Carf

Depois de cerca de oito meses parado, o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) deve voltar a trabalhar na segunda semana de dezembro. No entanto, a pauta de julgamentos da primeira sessão de retomada depois da Operação Zelotes poderá estar contaminada.

Como o Carf não conhece a lista de processos sob suspeita da força-tarefa que conduz a Zelotes, pode chamar para julgamento processos envolvidos em irregularidades, com grandes chances de anulação no futuro. A informação foi dada ao JOTA pelo presidente do colegiado, Carlos Alberto Barreto.

Leia mais no JOTA

Faça o primeiro comentário