Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Jovair Arantes era quem efetivamente mandava no Ministério do Trabalho"

“Jovair Arantes era quem efetivamente mandava no Ministério do Trabalho”
Câmara

No pedido de busca e apreensão, deflagrada hoje na Operação Gaveteiro, a Polícia Federal relata que o ex-deputado Jovair Arantes indicou o sobrinho Leonardo Arantes para o cargo de Secretário de Políticas Públicas de Emprego no Ministério do Trabalho em 2016.

Foi dentro da secretaria que tramitou a contratação fraudulenta de uma empresa de tecnologia que desviou R$ 50,4 milhões da pasta para pagamento de propinas.

“Os elementos de informação amealhados dão conta de que Jovair Arantes era quem efetivamente mandava no Ministério do Trabalho, nomeando pessoas de sua estrita confiança para os principais cargos da pasta”, afirmou a PF.

Além do sobrinho, Arantes também indicou a maioria dos comissionados envolvidos nas contratações da pasta.

“O grupo ligado à família Arantes foi responsável pelas ações mais ostensivas, formalizando os atos que culminaram na contratação fraudulenta da empresa B2T”, diz a PF.

Assim que a B2T foi contratada, o ex-deputado recebeu em sua conta R$ 9.999,00, depositados em espécie, “numa óbvia manobra objetivando burlar os mecanismos de controle impostos às instituições financeiras pelo Banco Central”.

Quem é quem na Operação Gaveteiro

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO