Jovens sem futuro; velhos sem aposentadoria

Os fundos de pensão sofreram uma hecatombe sob o PT. Veja-se o caso da Petros.

O Estadão noticia que o fundo de pensão dos funcionários da Petrobras “deve fechar 2015 com déficit em torno de R$ 20 bilhões no seu maior e mais antigo plano de benefícios, segundo fontes do conselho fiscal da entidade ouvidas pelo jornal.”

O PT roubou o futuro dos jovens e a aposentadoria dos velhos.

Mas, se Marco Aurélio Garcia for ouvido, ele dirá que a culpa é do “presidencialismo de coalizão”.