Judiciário custou R$ 85 bi em 2016

O relatório do CNJ sobre os números da Justiça diz, ainda, que as despesas totais do Judiciário no ano de 2016 foram de R$ 84,8 bilhões.

O montante corresponde a 1,4% do PIB brasileiro. A título de comparação, nos Estados Unidos, a Justiça custa 0,14% do PIB do país e na Alemanha, 0,32%.

“Esses gastos são necessários para manter o funcionamento da Justiça, movida pelo trabalho de 442.365 funcionários”, afirma o documento do CNJ.

Desse total de funcionários, pouco mais de 18 mil são magistrados.

Comentários

  • Roberto -

    Vocês estão comparando alho com bugalho ao comparar em relação ao PIB, tem que comparar o número de funcionários em relação aos magistrados, no nosso caso quase 25 cabeças por magistrado, é muito pra cacete pra pouco resultado.

  • Márcia -

    Salve-se quem puder do tripé estatal! https://www.youtube.com/watch?v=0vYxq4ax-Cw

  • Guto -

    Com o processo eletrônico o judiciário pede ria sair na frente e adotar amplamente o trabalho remoto, (te letra alho). O servidor nem precisaria ir ao fórum, exceto aqueles que atendem diretamente ao público. A economia seria enorme.

Ler 17 comentários